O governador João Doria, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (6), prorrogou a quarentena em São Paulo para conter o avanço do novo coronavírus no estado.

Até o dia 22 de abril, o comércio e empresas que prestam serviços não essenciais ficarão fechados. Bares, restaurantes e cafés continuam funcionando apenas com sistema delivery. Farmácias e supermercados seguem com as portas abertas.

Em São Paulo, a quarentena começou no dia 24 de março. Agora, segue até o final de abril. Se houver entendimento que será preciso continuar o isolamento para maio, a medida pode ser estendida por mais 15 dias, além dessa nova prorrogação.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.