Em continuidade às ações para minimizar os efeitos das baixas temperaturas para as pessoas que se encontram em situação de rua, na noite desta quarta-feira (10), a equipe do CREAS realizou abordagem a pessoas que estavam nos arredores do Ginásio do Polvilho, Boiódromo, Praça da Igreja Católica e Boulevard.

Na ocasião foi ofertado acolhimento temporário e emergencial na Casa de Passagem Hácali, instituição que recebe recurso municipal para atendimento desta parcela da população. 

Foram realizadas 08 abordagens, contudo, apenas 02 aceitaram acolhimento. Com isso, a equipe do CREAS, Órgão Gestor e Guarda Municipal realizaram o transporte até a Casa de Passagem, que prontamente ofertou o atendimento adequado. Os demais abordados se recusaram a qualquer tipo de assistência ou encaminhamento.

Uma senhora com dificuldade de locomoção, bastante conhecida nas imediações do bairro de Jordanésia foi atendida pela equipe, mas negou veementemente se dirigir para a Casa de Passagem Hácali. 

A Secretaria de Desenvolvimento Social reitera a preocupação com as pessoas que estão em situação de rua no município, principalmente em razão da queda de temperatura, entretanto, para qualquer tipo de intervenção, deve haver aceitação do interessado. O serviço não pode conduzir forçosamente o processo de acolhimento emergencial de pessoas que se encontrem em situação de rua.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.