O Tribunal Regional de São Paulo (TRE-SP) julgou na tarde desta segunda-feira (11) o processo que tem como rés a prefeita afastada Paula Ribas (PSB) e vice-prefeita Dalete de Oliveira (PCdoB). Após quatros adiamentos devido faltas de desembargadores e por pedidos de vista, o presidente do Tribunal, Carlos Eduardo Cauduro Padin desempatou o processo que estava 3×3.

Com a sentença que acompanhou o voto do relator do processo, a prefeita interina Dalete deve deixar o executivo caso não consiga uma decisão satisfatória em instância superior. O presidente da Câmara Municipal de Cajamar, Eurico Missé (DEM), deve assumir a prefeitura após publicação da sentença.

No último dia 30, o TRE adiou pela quarta vez devido falta do desembargador Paulo Galízia.

Sobre o processo

Paula Ribas e Dalete foram cassadas por fazer uso da máquina pública em benefício da própria candidatura e praticaram ações em benefício da coligação encabeçada pela prefeita afastada nas eleições do ano passado (2016).

O juiz cita, como exemplo, a pavimentação de 180 vias públicas às vésperas das eleições, realização de obras sem previsão orçamentária e sem organização prévia de licitações, implantação de asfalto de péssima qualidade sem a realização de outras ações de infraestrutura, entre outros pontos divididos em 15 tópicos.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.