O julgamento de uma ação contra a prefeita de Cajamar, Paula Ribas (PSB) e a vice Dalete de Oliveira (PCdoB) foi adiado novamente, nesta terça-feira (3). Desta vez, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), Carlos Eduardo Cauduro Padin, adiou a votação após empate na corte.

O Desembargador Federal Fábio Prieto, que anteriormente havia pedido vista do processo, leu o seu voto e julgou improcedente a ação de investigação judicial eleitoral contra o atual prefeita e vice.

O resultado à corte será divulgado até o dia 12 de outubro deste ano.

Cassação
Em dezembro do ano passado, Paula Ribas e Dalete tiveram seus mandatos cassados em julgamento do Juiz Eleitoral da 354ª ZE de Cajamar, Filipe Antônio Marchi Levada

Mesmo após cassadas, a prefeita e vice permaneceram nos cargos por decisão do próprio Tribunal Regional Eleitoral. O TRE aceitou, no dia 14 de dezembro de 2016, a liminar para que Paula e Dalete fossem diplomadas.

Paula e Dalete foram acusadas de fazer uso da máquina pública em benefício da própria candidatura e praticaram ações em benefício da coligação encabeçada pela atual prefeita. O juiz cita, como exemplo, a pavimentação de 180 vias públicas às vésperas das eleições, realização de obras sem previsão orçamentária e sem organização prévia de licitações, implantação de asfalto de péssima qualidade sem a realização de outras ações de infraestrutura, entre outros pontos divididos em 15 tópicos.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.