O porteiro Lessandro Aparecido Galvão, de 39 anos, e o filho Erick da Silva Galvão, de 17 anos, mortos em Araçariguama, na Grande São Paulo, estão sendo velados no Cemitério Municipal de Cajamar.

Segundo a polícia pai e filho tiveram os corpos mutilados na madrugada deste domingo (16) após uma briga com vizinhos.

- publicidade -  

A família das vítimas passavam o fim de semana numa chácara pertencente à namorada de Erick. De acordo com a Polícia Civil, era realizada uma festa numa das chácaras da região, quando pai e filho teriam se envolvido numa briga com vizinhos. Eles desapareceram e a mulher de Lessandro saiu à procura do marido e do filho, encontrando um dos corpos.

Os policiais obtiveram a informação de que um dos suspeitos do crime também teria sido esfaqueado. Ele era procurado em hospitais da região. Também foram localizados dois celulares próximos de um dos corpos, e que, segundo a polícia, não pertencem às vítimas. Os aparelhos serão enviados para perícia.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba e em seguida encaminhados para o Cemitério Municipal de Cajamar, onde serão sepultados às 10h da manhã desta segunda-feira (17).

Até o momento, nenhum suspeito tinha sido preso.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.