Carro da vítima totalmente carbonizado encontrado em Franco da Rocha - Foto: Divulgação/eCAJAMAR
- publicidade -  

O exame de DNA divulgado pela Polícia Civil no último dia 16 de março, confirmou que o corpo carbonizado encontrado dentro de um carro queimado no dia 27 novembro de 2016, em uma estrada há cerca de 20 quilômetros de Cajamar, é do mecânico Aguinaldo Alves da Silva (foto), de 43 anos, que estava desaparecido.

Aguinaldo Alves da Silva, 43 anos, era morador do Parque São Roberto em Jordanésia – Foto: Divulgação/Facebook

O corpo dele foi encontrado na época dentro do próprio carro totalmente carbonizado em uma pequena estrada de terra na Rua Alberta no bairro do Parque Continental em Franco da Rocha.

O resultado do exame de DNA foi entregue a família após aguardar a análise pericial que demorou cerca de 100 dias.

Com a confirmação, os familiares de Aguinaldo devem providenciar o velório e sepultamento do corpo do mecânico, para esta quinta-feira, 30 de março, no cemitério municipal de Cajamar.

Agora, com a identificação do corpo, a Polícia Civil, deve em breve divulgar mais detalhes sobre a investigação. Até o momento, a polícia não descarta qualquer possibilidade, como crime passional, vingança ou até assalto.

Causa da morte
O laudo cadavérico apontou que Aguinaldo Alves da Silva foi morto por traumatismo crânio encefálico e por ação de agente contundente de instrumento, e em seguida seu corpo foi carbonizado. O resultado do laudo cadavérico e do exame de DNA será encaminhado para a delegacia responsável pela investigação.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

- publicidade -