Em Cajamar, “Pokémon Go” foi lançado sem ginásios e com apenas um PokéStop, localizado em torno da Paróquia São Paulo Apóstolo, em Jordanésia. (Foto: Reprodução)

A febre “Pokémon Go” foi lançada oficialmente nesta quarta-feira no Brasil mas nem todos os brasileiros estão tendo facilidade para capturar os monstrinhos de bolso. Os moradores de Cajamar reclamam da falta de ginásios e PokéStops, o que dificulta, e muito, o avanço no jogo.

— Pelo tempo que eu esperei pelo lançamento, não atende minhas expectativas — contou o estudante Matheus Romano. — Mas mesmo assim vou jogar, já que sou fã da franquia.

Grande parte dos habitantes do município se renderam ao jogo, garante Romano, mas a falta de ginásios e PokéStops prejudica demais. Os PokéStops fornecem itens essenciais, como as pokébolas, usadas para capturar os pokémons. No início, os jogadores recebem 50 delas, mas se acabarem e não forem coletadas no PokéStops, é preciso usar dinheiro para comprar um novo lote.

Único PokéStop encontrado foi na Paróquia São Paulo Apóstolo, em Jordanésia. (Foto: Reproducação)
Único PokéStop encontrado foi na Paróquia São Paulo Apóstolo, em Jordanésia. (Foto: Reproducação)

O Diário Cajamarense conferiu e foi atrás de ginásios e PokéStops na cidade, mas, apenas um PokéStop foi encontrado, sendo em torno da Paróquia São Paulo Apóstolo, em Jordanésia. Já os ginásios, onde acontecem as batalhas com outros jogadores, não foram encontrados.

“Pena que Cajamar é uma cidade tão pequena que não tem ginásios, muito menos PokéStops para repor as pokébolas perdidas. O único PokéStop é na região da igreja católica, mas eu não vou sair do Jardim Maria Luíza pra ir pegar duas ou três pokébolas…”, contou o internauta Leonardo da Fonseca.

A produtora do jogo, Niantic, foi contatada, mas ainda não se manifestou. Nos EUA, moradores de áreas rurais passaram pela mesma situação. Por lá, uma petição on-line foi criada pedindo que a liberação de uma função para pedidos de novos ginásios e PokéStops fosse criada. A ferramenta chegou a ser criada, mas já foi retirada do ar, informa página de suporte do game.

Em fóruns, internautas debatem que “Pokémon Go” foi desenvolvido sobre a camada de dados coletada pelo jogo “Ingress”, da mesma produtora. Dessa forma, cidades que tiveram poucos ou nenhum jogador de Ingress também ficaram sem ginásios e PokéStops.

Em Cajamar, “Pokémon Go” foi lançado sem ginásios e com apenas um PokéStops, localizado na praça da Paróquia São Paulo Apóstolo, em Jordanésia. (Foto: Reprodução)
Em Cajamar, “Pokémon Go” foi lançado sem ginásios e com apenas um PokéStops, localizado em torno da Paróquia São Paulo Apóstolo, em Jordanésia. (Foto: Reprodução)


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.