POLÍTICA – Uma matéria publicada pelo semanário InfoCajamar não agradou o líder e fundador da entidade Sítio Agar, o religioso Antonio Maria van Noije . A reportagem do jornal acusou três vereadores de ‘segurar’ um projeto protocolado na Câmara Municipal desde o dia 13 de abril. Responsáveis pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, os vereadores Pretinho, Jaziel e Reinaldão foram citados na reportagem.

Jornal InfoCajamar, que em julho de 2013 destacava o inicio das obras do novo hospital. Foto: Arquivo/eCAJAMAR
Jornal InfoCajamar, circula na cidade desde 2012. Em julho de 2013 a edição I de nº 16, destacava o inicio das obras do novo hospital. Na época o jornal era um dos meios de comunicação que mais divulgava ações positivas da administração municipal. Foto: Arquivo/eCAJAMAR

A matéria abordou o projeto de Lei 07 de 2016, que solicita uma autorização para abertura de crédito adicional especial no valor de R$ 300 mil à Associação Sítio Agar, para ampliação do atendimento aos idosos da cidade. O novo projeto da entidade atende idosos abandonados por suas famílias.

A matéria ganhou repercussão nas redes sociais e foi vista pelos vereadores citados, como manobra política, a fim de prejudicar a imagem dos legisladores. A reportagem do InfoCajamar também não foi vista com bons olhos pela direção da entidade, que lamentou o envolvimento desta discussão classificando como um jogo político.

Em um comentário no Facebook, o religioso Frei Antonius, fez um apelo e disse que não quer o nome da entidade envolvida em política. “Pelo amor de Deus não envolva o Sítio Agar em política. Não somos contra ninguém. Queremos só fazer o nosso trabalho de um jeito certo e honesto. Nunca nenhum partido e nem vereadores foram contra o nosso trabalho. Vamos esperar antes de julgar. Não quero entrar no jogo”, finalizou a mensagem de Frei Antonius.

frei antonius
Frei Antonius pediu para não envolver a entidade em jogo político. Foto: Reprodução/Facebook

Atualmente a entidade sem fins lucrativos, cuida de 9 idosos. Desde 1993 o Sítio Agar atende crianças portadoras do vírus HIV e ao longo dos anos os trabalhos foram expandidos e, hoje, a entidade oferece apoio para as crianças do projeto Casa Transitória.

Câmara

Comissão cobra informações não enviadas pelo Executivo

Na sessão desta quarta-feira (8), os vereadores da Comissão de Finanças e Orçamento, explicaram que o impasse e a demora deve-se por erro de informação e falta de resposta do Poder Executivo.

Em entrevista ao Portal eCAJAMAR, o presidente da Comissão de Finanças o vereador Edvilson Leme Mendes, o Pretinho (PV),  revelou que houve um erro de comunicação por parte da prefeitura e que o projeto de Lei 07 de 2016, solicitava uma autorização para abertura de crédito para à Associação Sítio Agar. Mas na verdade o crédito não seria para o Sítio Agar e sim para a Casa Luiza. O projeto já foi aprovado pelos vereadores e o dinheiro será destinado para a entidade correta.

Executivo & Legislativo

A Comissão solicitará à presidência da Câmara Municipal que tome as providências cabíveis à ausência de respostas por parte do Executivo para vários pedidos de informações encaminhados pelo colegiado sobre ações da municipalidade.

Em reunião nesta quarta-feira, a assessoria da Comissão de Finanças destacou que existem pedidos de informações datados do primeiro semestre deste ano que ainda não foram respondidos pelo Executivo.

A Prefeitura de Cajamar até o momento não se manifestou sobre o assunto.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.