Os dados são referente ao ano de 2015 e divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Foto: Arquivo/eCAJAMAR

Em Cajamar, a Guarda Municipal é responsável por diversas ocorrências

Reportagem Especial por Ricardo Rodrigues/eCAJAMAR

A Guarda Civil Municipal, criada inicialmente para proteger o patrimônio das cidades, hoje é peça primordial dentro das Forças de Segurança Pública de muitos municípios brasileiros. Cajamar é uma dessas cidades e as estatísticas revelam o grande impacto que a atuação da GM representa.

Pela primeira vez este ano, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo disponibilizou dados estatísticos das ocorrências atendidas pelas GM e apresentadas nos Distritos Policiais durante o ano de 2015.

Os dados obtidos com exclusividade pelo Portal eCAJAMAR, aponta que a cidade registrou no ano passado, 437 ocorrências atendidas e apresentadas em distritos policiais, ocupando o 29º posto no ranking dos municípios paulistas que contam com o apoio de GM na Segurança Pública.

img2542a
Em 2015 a GM de Cajamar mantinha o canil com 6 cães devidamente treinados que atuavam em ocorrências de farejamento, proteção e policiamento ostensivo. Foto: Arquivo/eCAJAMAR

Em Cajamar, a Guarda Municipal é responsável por diversas ocorrências entre elas: lesão corporal, abandono de incapaz, disparo de alarme em patrimônios públicos e privados, vandalismo, cumprimento de ofícios, apreensão de objetos, preservação de direitos, furtos, roubos, danos/apreensão, embriaguez, desinteligência, perturbação de sossego, averiguações diversas, ronda, passagem e rondas em áreas escolares, recolha de veículos, desobediência/desacato, escolta de presos, acidentes de trânsito, ocorrência com animais, apoio a outras instituições, secretarias policiais, corpo de bombeiros, trânsito e a outras viaturas da GM.

De acordo com o presidente da Conferência Nacional das Guardas Municipais do Brasil, Oséias Francisco da Silva, tal resultado de produtividade evidencia as contribuições que a Lei 13.022 trouxe para a população. A legislação, sancionada pelo governo federal em agosto de 2014, diz que guardas municipais passam a ter poder de polícia durante a atuação no combate à criminalidade, dando direito a esses profissionais a portar arma de fogo, e mantém incumbência de proteção à vida e ao patrimônio público.

“A estatística revela que uma GCM armada e mais estruturada contribui muito mais na prevenção e na repressão aos crimes e tem muito mais condições de garantir segurança efetiva à população”, enfatiza Silva.

Se levado em consideração o trabalhado efetuado pela GCM de todo o Estado, os dados mostram que, em 2015, as guardas municipais apresentaram aos DPs total de 56.296 ocorrências das mais variadas naturezas, sendo que 7.765 foram flagrantes delitos.

Dentre as ocorrências mais atendidas estão localização e apreensão de veículos, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e roubos.

Tendo em vista a importância da GCM para a segurança de seus moradores, cidades da região têm investido na categoria.

Os dados mostram ainda uma amostra do trabalho desenvolvido pelas corporações, que, de acordo com pesquisa do IBGE de 2014, somam mais de 30 mil pessoas, no efetivo composto de homens e mulheres. Essa nova ‘polícia’ tem como foco prioritário as ações preventivas e comunitárias, mas em razão do descontrole cada vez maior da violência e criminalidade, vem assumindo importante espaço na Segurança Pública.

Outra constatação do levantamento feito pela Conferência Nacional das Guardas Municipais do Brasil (CONGM) é que, quanto mais estruturadas e bem armadas, mais as GMs contribuem efetivamente na prevenção e na repressão ao crime, desenvolvendo muito mais condições de garantir segurança efetiva à população.

É importante lembrar que aqui não cabem comparações com outras forças policiais como a Polícia Militar ou Civil, uma vez que cada uma delas tem uma estrutura própria, contingentes diferenciados e atuações diferenciadas.

Porém, as Guardas Municipais são hoje no país uma realidade efetiva e consolidada como força de segurança pública, constituindo a segunda maior força policial do Brasil.

Outro dado importante é que a grande parte das ocorrências (63,21%) é apresentada por 28,9% das Guardas do Estado, enquanto 71,01% das Guardas apresentaram 36,71%.

Cerca de 20% dos municípios brasileiros têm GMs. No estado de São Paulo, 211 cidades dos 645 municípios contam com a Guarda Municipal.

Segurança pública foi fortalecida com apoio das guardas, dizem especialistas

Na avaliação de especialistas, a atuação mais efetiva da GCM (Guarda Civil Municipal) fortalece o sistema de Segurança pública não só do Grande ABC, mas de todo o País.

De acordo com o professor de Gestão Pública da Universidade Metodista de São Paulo Ayrton Francisco Ribeiro, a proximidade com a população é um dos principais fatores para tal resultado. “A GCM tem uma relação muito próxima com os munícipes. Está na porta das escolas, hospitais e praças. A comunidade acaba tendo um diálogo que é muito difícil de se ver entre a população e as polícias Militar e Civil.”

Para o ex-secretário nacional de Segurança Pública José Vicente da Silva Filho, muito mais que ser um suporte para as demais policias, a GCM tem um papel fundamental na ordem pública. “Ações simples na visão de muitos, como evitar o comércio irregular, podem trazer resultados expressivos para a segurança da população. E, com certeza, a GCM faz isso muito bem.”


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.