Forró, samba, circo, teatro, origami, livros e cinema compõem as mais de cinco horas de evento na cidade

No dia 10 de abril, domingo, Campo Limpo Paulista recebe as atrações do Circuito Sesc de Artes. Todas as atividades acontecem na Praça da Bíblia, Avenida Alfred Krupp, 995, Centro, das 16h às 21h.

O Trio Macaíba e Anastácia chega com seu forró pé-de-serra, a Cia. Cênica presta homenagem ao samba paulista com o espetáculo Virado à Paulista, e a atração circense Chocobrothers (ESP/BRA) relembra os grandes sucessos musicais dos anos 70, com malabarismo, equilibrismo e acrobacias.

A programação de cinema, artes visuais e literatura chega de forma pouco convencional. Inspirado nos traveling shows, antigos carros itinerantes que iam de cidade em cidade apresentando toda sorte de atrações artísticas, o Gabinete de Curiosidades e Habilidades vai oferecer ao público uma variada programação nessas áreas. A cenografia é de William Zarella.

O laboratório ‘Orilumi’ ensina as pessoas a produzirem origamis em forma de pássaros, os quais, quando estiverem prontos, serão iluminados por pequenas instalações de LED.

Outra atração é um gabinete que ficará exibindo curtas-metragens dirigidos pelo cineasta francês Georges Méliès. Além dos filmes, terá um acervo de livros ilustrados disponíveis para adultos e crianças compartilharem a leitura.

Realizado pelo Sesc São Paulo, o Circuito Sesc de Artes – Conectando lugares, circulando ideias, chega ainda maior para a sua edição 2016 e traz em sua programação diferentes linguagens artísticas de música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais e literatura. Este ano, o evento percorre 114 cidades do interior, litoral e Grande São Paulo, incluindo a capital, que recebe o evento pelo segundo ano consecutivo. Com o objetivo de ampliar o alcance a cada edição, este ano serão seis cidades a mais que em 2015.

Diariamente, o site do Circuito Sesc de Artes será atualizado com produções exclusivas, registrando histórias curiosas e personalidades de cada cidade envolvida na programação. Basta acessar sescsp.org.br/circuitosescdeartes e conferir estes conteúdos, incluindo toda a grade de programação.

ATRAÇÕES

ARTES VISUAIS
Orilumi
Coletivo Repare

O público será convidado a produzir centenas de origamis de pássaros, que serão iluminados por pequenas instalações luminosas de LED. A ideia é que entre em contato tanto com a tradicional arte da dobradura em papel, quanto com os princípios de eletrônica, desenvolvendo de forma colaborativa uma grande instalação de arte e tecnologia. Quem coordena a oficina é o Coletivo Repare, de Salvador, na Bahia, formado por jovens artistas visuais cujo foco do trabalho é a interface da arte urbana.

CINEMA

Cine Magia

Exibição de curtas-metragens dirigidos pelo cineasta francês Georges Méliès entre 1896 e 1913.

LITERATURA

Palavra + Imagem

Grupo êba! (SP)

Acervo de livros ilustrados será oferecido por duplas de mediadores de leituras individuais e compartilhadas.

CIRCO

Chocobrothers (ESP/BRA)

O glamuroso apresentador Brian, a empolgada dançarina Jenifer e o quase rei da acrobacia James são os responsáveis por um espetáculo cheio de bom humor e performances de tirar o fôlego. Juntos, eles vão apresentar uma série de técnicas circenses, como malabarismo com diversos objetos, equilibrismo sobre rola-rola (tábua sobre rolamento) e acrobacias em barra fixa. Relembrando os grandes sucessos musicais dos anos 70.

Concepção e roteiro: Guga Carvalho, Silvia Compte e Montanha Carvalho. Elenco: Silvia Compte, Guga Carvalho e Montanha Carvalho.

DANÇA

Cupinzeiro

Cia. Laboratório de Corpo e Arte/Unifesp (SP)

Após fazer reconhecimento do local, os artistas se aglutinam numa espécie de cupinzeiro, que se forma como uma escultura viva de corpos amontoados. Baseada no improviso, a intervenção propõe um jogo de ocupação do espaço por meio de silêncios, olhares, pausas, sobreposições e deformações. Livremente inspirado na performance Bodies in Urban Spaces, da Cie. W. Dorner, o Cupinzeiroempresta à paisagem um sentido lúdico, produzindo novas ordens e revelando segredos que a rotina esqueceu.

Direção: Vinícius Terra. Performers: Ariadne Filipe, Conrado Federici, Edvan Monteiro, Gabriel Smaira, Jonatan Elias, Juliana Picolo, Laise Padilha, Lilian Rocha, Lucas Miom, Marina Guzzo, Renata Fernandes e Vinícius Terra

TEATRO

Virado à Paulista

Cia. Cênica (SP)

O espetáculo presta homenagem ao samba paulista, seus compositores e intérpretes. Para sua construção, a companhia pesquisou a história do gênero, que se solidificou na cidade de São Jesus de Pirapora. Geraldo Filme, Dionísio Barbosa, Henricão, Paulo Vanzolini e Adoniran Barbosa fazem parte desta história musical, que remete aos cordões carnavalescos, à resistência do samba de raiz, à intolerância religiosa e ao preconceito racial.

Direção: Fagner Rodrigues. Direção musical: José Maria Guirado e Márcia Morelli. Elenco: Beta Cunha, Cássia Heleno, Clara Tremura, Fabiano Amigucci, Glauco Garcia e Simone Moerdaui. Músicos: Jaqueline Cardoso, Diego Guirado, José Maria Guirado e Márcia Morelli. Duração: 50 min.

MÚSICA

Trio Macaíba (SP) e Anastácia (PE)

Composições próprias e interpretações de canções de grandes nomes como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e Gilberto Gil fazem parte do repertório do trio que se dedica ao chamado forró pé-de-serra, a mais tradicional vertente do gênero. Com a típica formação sanfona, triângulo e zabumba, eles prometem embalar o público ao som de xote, baião, xaxado, coco, quadrilha, rojão e calango. No ano passado, lançaram seu segundo trabalho autoral Comida Típica, Tempero Universal. Neste show, se apresentam junto à cantora pernambucana Anastácia.

Cleber Almeida (zabumba e voz), Ramon Vieira (triângulo e voz), Beto Corrêa (sanfona e voz), Fábio Leal (guitarra e viola), Felipe Brisola (contrabaixo), Victoria Conegero (voz), Danielle Domingos (voz) e Anastácia (voz). Duração: 90 min.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.