- publicidade -  

As ações de criminosos em residências se tornaram comuns para moradores da região do Portal dos Ipês no Distrito do Polvilho, em Cajamar. Ao menos três assaltos, um furto e duas tentativas de invasão de imóveis foram registrados em cinco vias próximas no período de um mês.

A vizinhança é unânime em apontar as causas da insegurança: falta de patrulhamento da Polícia Militar (PM).

- Publicidade -  

“Quem não tinha portão eletrônico está colocando”, afirmou um analista financeiro de 39 anos que teve a casa assaltada no fim de novembro, na Avenida das Palmeiras.

Segundo ele, sua casa foi saqueada em plena luz do dia. “Levaram todos os eletroeletrônicos da residência, como TV, DVD, notebook e até roupas”, afirmou o morador.

Outra vítima da violência foi a estudante Gabriela Benfica, que foi atingida por um disparo de arma em novembro de 2015. Na época a Guarda Municipal, informou que iria dobrar o número de rondas no bairro para tentar identificar a origem dos disparos. A estudante procurou a delegacia que lavrou um boletim de ocorrência de Lesão Corporal de autoria desconhecida. Até o momento ninguém foi preso. A estudante passa bem e já se recuperou do ferimento que atingiu uma de suas pernas.

Procurada pela reportagem para responder às queixas de falta de policiamento na área, a Polícia Militar não retornou o contato até o fechamento desta edição.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

COMPARTILHAR