- publicidade -  
Foto Créditos: Fotomania Publicidade
Foto Créditos: Fotomania Publicidade

O projeto de lei, de número 43/2015 foi votado na sessão extraordinária desta quinta-feira (17). O projeto era importantíssimo para a cidade, ele que trata das Diretrizes Orçamentais para Elaboração do Orçamento para o Exercício Financeiro de 2016. O executivo queria remanejar a verba de 2% para 15%.

O Orçamento Público, em sentido amplo, é um documento legal (aprovado por lei, nesta ocasião foi negado pelos vereadores da casa) contendo a previsão de receitas e a estimativa de despesas a serem realizadas por um Governo em um determinado exercício, geralmente compreendido por um ano. No entanto, para que o orçamento seja elaborado corretamente, ele precisa se basear em estudos e documentos cuidadosamente tratados que irão compor todo o processo de elaboração orçamentária do governo.

- Publicidade -  

Na votação, o projeto foi negado por seis votos contra cinco, apenas doze vereadores estavam presentes na sessão. Raimundo, Saulo, Eurico, Pezão, Cidão, Brandão, Carlinhos da Padaria, Jaziel, Gabi, Tica, Galvão e Pretinho.

Os que votarão contra o projeto: Pretinho, Saulo, Carlinhos da Padaria, Prof. Gabi, Jaziel e Adriano Tica

Os vereadores que votarão a favor foram: Pezão, Eurico, Fabiano Galvão, Brandão, Raimundo.

Na sessão também foram votados outros cinco projetos de lei e um projeto de resolução. Segue abaixo os requerimentos:


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

- Publicidade -